Brasileiro é o que mais consome perfumes segundo levantamento

Levantamento da Associação Brasileira da Indústria de Higiene Pessoal aponta o brasileiro como o povo que mais comprar perfumes e desodorantes em  todo o mundo. (foto: Reprodução / TV Sul)
Levantamento da Associação Brasileira da Indústria de Higiene Pessoal aponta o brasileiro como o povo que mais comprar perfumes e desodorantes em todo o mundo.
(foto: Reprodução / TV Sul)
Neste mês foi divulgado o levantamento da Associação Brasileira da Indústria de Higiene pessoal, a Abihpec, que aponta que o brasileiro é o povo mais perfumado, se levados em conta os dados de consumo. No ano passado o setor arrecadou 34 bilhões de reais.

Frânces? Que nada. O povo brasileiro é o mais perfumado do mundo segundo levantamento feito pela Associação Brasileira da Indústria de Higiene Pessoal. No ano passado, o Brasil apareceu como líder em vendas de perfumes e desodorantes. As vendas de produtos cosméticos por aqui cresceram quase de 16% e atingiram a cifra de 34 bilhões de reais.

Somente a venda de perfumes faturou 5,4 bilhões de reais em 2012. Os dados de consumo de outros produtos cosméticos também são satisfatórios. A venda de desodorantes, por exemplo, rendeu 3,3 bilhões de reais, e a levar em conta o preço do produto, representa muito frasquinhos como este.

Os dados se refletem nos investimentos das empresas do setor. Em 2012 foram investidos 13,6 bilhões de reais em pesquisas, 18% a mais que em 2012. Sarita é gerente de vendas de uma multinacional no setor. Ela trabalha no ramo há sete anos e explica que os hábitos de consumo mudaram.
Sarita Angélica Smargiassi, se prepara para uma das melhores épocas do ano para vendas nas cidades que tem como base econômica o café.

Nos últimos cinco anos ao crescimento médio de fragrâncias foi de 14,2% e o de desodorantes de 15,3. O Brasil está na vice-liderança de vendas de produtos infantis (17,9%), Masculino (16,2%), Proteção Solar (11,2%), banho (15,7%) e Cabelo (7,7%).

De olho neste mercado este proprietário de uma indústria química de Guaxupé aumentou o volume de produção de shampoos, cremes e perfumes. Mas a produção, que hoje representa menos de 10% do faturamento da empresa, poderia ser maior senão fosse um entrave.

Em dados gerais, o Brasil está em terceiro lugar no no mercado de cosméticos, com 9,6% do volume de vendas, atrás de estado unidos com quase 16% e do Japão com quase 11%.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *